Pesquisar este blog

8 de agosto de 2011

EXORTAÇÃO PARA CRESCER NA ORAÇÃO


                      
 “O que exorta faça-o com dedicação” (Rm. 12:8). A palavra grega para exortação tem em si a mesma raiz de um dos títulos do Espírito Santo: O “parakletos”, que significa consolador, ajudador ou advogado. Paraklesis é a palavra usada para exortação no português e significa “chamada”, “ordem”, “consolo”, “exortação”. Exortação é um dom de Deus, visando o despertar e consolo dos crentes que formam a Igreja do Senhor. Exortar é chamar ou até mesmo ordenar ao crescimento e solidificação da fé através do ensino; é servir como apoio didático.

Exortação para Crescer na Oração: “Se quisermos conhecer uma pessoa não devemos perguntar o que ela faz e sim o que ela mais ama” (Agostinho). 

A oração inclui: Falar com Deus; Prestar-lhe adoração; Apresentar-lhe petições; Confissão de pecados; e intercessão por outros. A oração deve priorizar elementos espirituais, no entanto, o que temos vivido?
Oração consumista: Quando somente pedimos; ausência de palavras de gratidão e louvor pelos atributos de Deus; Oração materialista: Buscando o reino material; inversão de valores: o ter em lugar do ser.

JESUS: NOSSO MAIOR EXEMPLO DE PRÁTICA DE ORAÇÃO: “Ele se retirava para lugares solitários e orava”. Lc. 5:16. “Tendo-se levantado alta madrugada, saiu, foi para um lugar deserto e ali orava”. Mc. 1:35. “Naqueles dias, retirou-se para o monte, a fim de orar, e passou a noite orando a Deus”. Lc. 6:12. “Cerca de oito dias depois de proferidas estas palavras, tomando consigo a Pedro, João e Tiago, subiu ao monte com o propósito de orar”. Lc. 9: 28. “Tendo Jesus falado estas coisas, levantou os olhos ao céu e disse: Pai, é chegada a hora; glorifica a teu Filho, para que o Filho te glorifique a ti”.  Jo. 17:1.

Orou ao ser batizado; Lc. 3:21.
Orou para escolher os seus discípulos; Lc. 6:12.
Ensinou seus discípulos a orar; Mt. 6:5-15. 
Ensinou-lhes a eficácia oração com fé e advertiu-lhes sobre obstáculos da oração; Mc. 11:20-26.
Orou do cair da tarde à quarta vigília (entre 3h e 6h da manhã); Mt. 14:23.
Orou impondo suas mãos sobre crianças; Mt. 19:13.
Orou na companhia de três de seus discípulos; Lc. 9:28.
Orou intercedendo pelos discípulos do presente e do futuro; Jo. 17:20.
Orou dando graças antes da última ceia; Lc. 22:19.
Orou para fortalecer a fé de Pedro. Lc. 22:32.
Orou três vezes para suportar a agonia no Getsêmani; Lc. 22:39-46.
Orou nos últimos momentos da crucificação; Lc. 23:34.

Jesus, o Mestre da Oração nos dá o exemplo e nos exorta a estar em constante comunhão com Deus para suportar as dificuldades neste século e formar um caráter santo, firme e maduro. “Vigiai e orai!” é a sua ordem, que possamos romper com o superficialismo espiritual no qual muitos estão mergulhados. Que Deus nos ensine a orar como convém, que Ele nos deixe cônscios de que uma vida cristã sem oração é uma vida medíocre, estática e frágil. A oração fortalece a fé, por isso, “orai sem cessar”.


Pr. Alex Gadelha 

0 comentários:


Conselhos no Twitter