Pesquisar este blog

22 de maio de 2011

Jesus é Deus?

Mc. 8:27-30

   Uma idéia correta sobre a Pessoa de Jesus é determinante para a salvação da alma de um homem. Não basta apenas ser sincero, é necessário ter uma visão coerente com a Verdade revelada na Bíblia.

   “Quem dizem os homens que sou eu?” 

    Jesus perguntou a seus discípulos que opinião as multidões tinham a respeito dele. Alguns o viam como João Batista, outros como Elias e ainda outros como algum dos profetas. Não conseguiam enxergar a excelência da Pessoa a quem seguiam e o comparavam a homens fiéis a Deus, mas limitados e impossibilitados de salvarem o mundo. Depois de ouvir a opinião das multidões, o Senhor se dirigiu novamente aos discípulos e perguntou-lhes: “Mas vós, quem dizeis que eu sou?” Qual era a opinião deles sobre Jesus? Pedro respondeu: “És o Cristo de Deus”. Talvez Ele não compreendesse plenamente a dimensão de sua afirmação. Afirmar que Jesus era o Cristo, era dizer que o próprio Deus, Criador de todas as coisas e Soberano sobre todos, estava entre os homens.

“O Eterno habitando entre os mortais, o Santo vivendo entre os pecadores, o Rei dos reis tornando-se servo dos servos, o Criador tomando a forma de criatura”.

Jesus não era apenas um homem extraordinário ou mais um “enviado de Deus”. Ele era o próprio Deus, que em forma humana veio sacrificar-se para salvar a humanidade pecadora.

   Como sabemos que Jesus é Deus? 

-        As Escrituras registram que Jesus era consciente de Sua divindade: Jo. 8:24, 58 – Ex. 3:14; Jo. 5:18; Jo. 10:30, 33; Jo. 14:8-11.

-        O Senhor recebeu adoração de seus seguidores e somente Deus pode ser adorado: Mt. 4:10, 14:33, 28:9. Ap. 19:10

-        Foi chamado de Senhor e Deus: Jo. 20:28. Hb. 1:8, 2ª Pe. 1:1.

-        As profecias apontavam para a presença de Deus entre os homens: Mt. 1:23; Is. 9:6; Mq. 5:2; Zc. 12: 1,10.

-        Os autores inspirados das epístolas também confirmam sua Divindade: Cl. 2:9. Rm. 9:5. Hb. 1:3. 1ª Jo. 5:20.




        Se a fé for colocada num Jesus que não é o Deus da Bíblia, ela se torna inútil.

“O poder da fé não reside no ato da crença, mas no seu objeto; uma grande fé em uma coisa falsa é o mesmo que fé em nada”.

 Devemos nos esforçar em crescer no conhecimento da Bíblia e do Senhor Jesus Cristo. Falsos apóstolos, pastores e profetas têm espalhado heresias, distorcendo a verdade sobre Jesus. O apóstolo Paulo nos adverte: “se alguém vos prega evangelho que vá além daquele que recebeste, seja anátema” (Gl. 1:9). Conseguiremos distinguir o Verdadeiro Jesus dos falsos cristos, se procurarmos crescer no Seu conhecimento e na sua graça. 

Pr. Alex Gadelha

0 comentários:


Conselhos no Twitter